Engenharia Aeron√°utica

O foco de atua√ß√£o do engenheiro aeron√°utico √© a elabora√ß√£o de projetos de aeronaves e sua fabrica√ß√£o, al√©m da execu√ß√£o das atividades de manuten√ß√£o. Pode trabalhar com helic√≥pteros, planadores e todos os tipos de avi√Ķes e tamb√©m com foguetes, sat√©lites e sondas espaciais. √Č o respons√°vel pela realiza√ß√£o de reparos e pelas inspe√ß√Ķes peri√≥dicas da estrutura e dos equipamentos, como asas, motores e fuselagem. Cuida tamb√©m dos¬†sensores e instrumentos de controle.

Al√©m da ind√ļstria, ele pode atuar em obras e servi√ßos ligados √† infraestrutura aeron√°utica, como a constru√ß√£o de aeroportos, o planejamento de linhas e o gerenciamento de tr√°fego a√©reo.

Você pode ingressar na carreira de manutenção de aeronaves com um curso superior de tecnologia.

D√ļvida do vestibulando

QUAL A DIFEREN√áA ENTRE CI√äNCIAS AERON√ĀUTICAS, ENGENHARIA AERON√ĀUTICA E ENGENHARIA AEROESPACIAL?

A diferen√ßa b√°sica entre essas gradua√ß√Ķes √© que Ci√™ncias Aeron√°uticas forma pilotos comerciais. O profissional graduado nesse curso tamb√©m pode trabalhar na √°rea de gest√£o, na torre de controle dos aeroportos ou na supervis√£o do trabalho das equipes em terra.

A gradua√ß√£o em Engenharia Aeron√°utica forma profissionais que projetam, constroem e fazem manuten√ß√£o de aeronaves, seja na ind√ļstria, seja em companhias a√©reas.

Já o engenheiro aeroespacial sai da faculdade apto a projetar e construir sistemas aeroespaciais, como foguetes e satélites artificiais.

O que você pode fazer

Engenharia aeroespacial: projetar veículos espaciais, satélites e foguetes, definindo os dados técnicos necessários a sua construção, a seu lançamento e a sua operação.

Fiscalização: fiscalizar o cumprimento de normas definidas pela Agência Nacional de Aviação (Anac) em aeroportos, companhias aéreas, aeroclubes e empresas de táxi aéreo.

Manuten√ß√£o: coordenar a realiza√ß√£o de reparos, manuten√ß√£o preventiva e inspe√ß√Ķes peri√≥dicas das estruturas, dos sistemas e equipamentos de aeronaves.

Projeto: desenhar a estrutura e os componentes de aeronaves, definindo os materiais e os processos empregados na produção e realizando ensaios e testes antes da fabricação em escala industrial.

Sistemas: projetar, construir, testar e instalar motores, instrumentos de controle e sensores em aeronaves. Definir¬†as especifica√ß√Ķes dos mecanismos que controlam o trem de pouso, a alimenta√ß√£o de combust√≠vel e a pressuriza√ß√£o da cabine, entre outros.

Mercado de Trabalho

Ind√ļstrias aeron√°uticas, como a Embraer, e companhias √°reas s√£o as principais empregadoras deste engenheiro.

H√° tamb√©m demanda em fabricantes de pe√ßas, componentes e sistemas aeron√°uticos, em √≥rg√£os da Aeron√°utica e em empresas que fazem manuten√ß√£o de aeronaves. Nestas √ļltimas, os profissionais s√£o contratados por grandes companhias a√©reas, que possuem centros de manuten√ß√£o, para realizar os reparos em avi√Ķes ou helic√≥pteros, ou por empresas terceirizadas que oferecem esse tipo de trabalho.

Em fábricas do setor aeroespacial, ele é encarregado de atuar no projeto de sistemas, estruturas e propulsão aeroespaciais.

O programa FX-2, que prev√™ a moderniza√ß√£o da frota de jatos da For√ßa A√©rea Brasileira (FAB), tamb√©m abre campo para os graduados na √°rea. ‚ÄúExistem oportunidades associadas ao Programa FX-2, que prev√™ a transfer√™ncia de¬†tecnologia entre a ind√ļstria sueca Saab, fabricante dos ca√ßas militares Gripen, e o governo brasileiro, que est√° adquirindo essas aeronaves‚ÄĚ, conta Andr√© Cavalieri, coordenador do bacharelado em Engenharia Aeron√°utica do¬†Instituto Tecnol√≥gico da Aeron√°utica (ITA), de S√£o Jos√© dos Campos (SP).

No programa de transfer√™ncia de tecnologia, a Saab repassa para ind√ļstrias aeron√°uticas brasileiras conhecimentos sobre sistemas e¬†tecnologias embarcados nos jatos, para que possam ser fabricados no pa√≠s ‚Äď e a atua√ß√£o dos engenheiros aeron√°uticos √© essencial para o sucesso do programa.

A Ag√™ncia Nacional de Avia√ß√£o Civil (Anac) inclui o bacharel em seus concursos para trabalhar na fiscaliza√ß√£o da avia√ß√£o civil. A Regi√£o Sudeste, principalmente o estado de S√£o Paulo, concentra o maior n√ļmero de oportunidades.

Curso

Nos dois primeiros anos, os alunos t√™m disciplinas b√°sicas das engenharias, como f√≠sica, qu√≠mica, matem√°tica, c√°lculo, estat√≠stica e computa√ß√£o. A partir do terceiro ano, come√ßam as mat√©rias de cunho tecnol√≥gico, como eletr√īnica e din√Ęmica de sistemas de controle, al√©m das espec√≠ficas da carreira, como din√Ęmica estrutural, din√Ęmica de voo, motores, projetos aeron√°uticos e homologa√ß√£o de aeronaves. Trabalho de conclus√£o do curso e est√°gios s√£o obrigat√≥rios.

Atenção: Univap (SP), UnB, UFMG, UFSC e UFSM (RS) oferecem curso de Engenharia Aeroespacial; o ITA (SP) possui Engenharia Aeronáutica e Engenharia Aeroespacial.

Duração média: 5 anos.

Outros nomes: Eng. Aeroespacial; Eng. Aeron. e Espa√ßo;¬†Eng. Mec√Ęn. Aeron.

 

Legenda:

Estrelas da Avaliação do Guia do Estudante

‚ėÖ‚ėÖ‚ėÖ‚ėÖ‚ėÖ - Excelente

‚ėÖ‚ėÖ‚ėÖ‚ėÖ ‚Äď Muito bom

‚ėÖ‚ėÖ‚ėÖ - Bom

CPC ‚Äď Conceito Preliminar de Curso¬†‚φ ‚Ď° ‚ĎĘ ‚Ď£ ‚ϧ¬†

O CPC √© o indicador do Minist√©rio da Educa√ß√£o que mede a qualidade dos cursos. Ele varia de 1 (menor valor) a 5 (maior valor). Ele est√° informado na ficha do curso para todas as gradua√ß√Ķes que tinham esse indicador dispon√≠vel (fonte: site do Inep, anos 2014, 2013 e 2012).¬†

Cifr√Ķes ‚Äď Referem-se √†s faixas de pre√ßo da mensalidade:

$ - Até 500,00 reais

$$ - De 500,01 a 750,00 reais

$$$ - De 750,01 reais a 1.000,00 reais

$$$$ - De 1.000,01 a 1.500,00 reais

$$$$$ - Acima de 1.500,01 reais

n/i - Valor n√£o informado


Descubra agora sua Vocação com o curso de Engenharia Aeronáutica