Física

O f√≠sico estuda a rela√ß√£o entre mat√©ria e energia, suas propriedades e as leis que regem sua intera√ß√£o. Lida com corpos e fen√īmenos f√≠sicos de todas as dimens√Ķes, de part√≠culas subat√īmicas √† imensid√£o do cosmo.

Pode especializar-se em diversas √°reas, como ac√ļstica, astrof√≠sica e f√≠sica nuclear. Aplica as leis do mundo f√≠sico na pesquisa pura e na solu√ß√£o de quest√Ķes pr√°ticas e cotidianas.

Na ind√ļstria, cria e aperfei√ßoa materiais, produtos e processos. Atua, ainda, na √°rea de f√≠sica m√©dica, criando e aplicando tecnologias e equipamentos nucleares e radioativos para diagn√≥stico e tratamento. Para lecionar nos ensinos Fundamental e M√©dio √© preciso cursar uma licenciatura.

Fique de Olho

DIFERENTES ENFOQUES PARA A F√ćSICA

Há cerca de 280 cursos de Física no país. A grande maioria é de licenciaturas.

Entre as institui√ß√Ķes que oferecem os bacharelados, algumas t√™m foco espec√≠fico, como a USP S√£o Carlos (f√≠sica computacional, te√≥rico-experimental e √≥ptica e fot√īnica), a UFRGS (astrof√≠sica, materiais e nanotecnologia, f√≠sica computacional e pesquisa b√°sica), a Furg-RS (f√≠sica m√©dica, f√≠sica dos oceanos e f√≠sica te√≥rica e experimental) e a Unicamp (f√≠sica m√©dica e biom√©dica). Esta √ļltima tamb√©m possui licenciatura integrada em Qu√≠mica/F√≠sica: o aluno cursa durante tr√™s anos mat√©rias das duas √°reas e, depois, opta por uma ou outra (mais dois anos) ou ambas.

Há ainda outras possibilidades, como linha de formação em geofísica (PUC-RS); materiais (Unesp Bauru-SP e UFU-MG); física computacional (UFF-RJ); e física biológica (Unesp, em São José do Rio Preto), que foca os processos físicos que regem os organismos vivos.

A USP de S√£o Carlos oferece, ainda, o curso de Ci√™ncias F√≠sicas e Biomoleculares, que forma para pesquisa, doc√™ncia e desenvolvimento de tecnologias em ind√ļstrias farmac√™uticas, biom√©dicas e agroindustriais.

F√ćSICA M√ČDICA

Algumas institui√ß√Ķes oferecem especificamente o curso de F√≠sica M√©dica ‚Äď √© o caso de Centro Universit√°rio Franciscano (RS), UFG, UFRJ, UFS, UFU (MG), Unesp Botucatu (SP), Unifeb (SP), Unicamp e USP Ribeir√£o Preto. Furg (RS) e PUC-RS oferecem habilita√ß√£o na √°rea. Radiologia diagn√≥stica, Medicina Nuclear e Radioterapia s√£o os maiores campos de atua√ß√£o desse especialista.

Ele √© respons√°vel pelo dimensionamento de equipamentos, por procedimentos de seguran√ßa quanto √† radia√ß√£o ‚Äď como a defini√ß√£o do tipo e do tamanho de blindagens e a calibragem das doses de radia√ß√£o ‚Äď e pela avalia√ß√£o e supervis√£o do uso de equipamentos de imagem (tom√≥grafos e aparelhos de resson√Ęncia magn√©tica, por exemplo).

O que você pode fazer

Ac√ļstica e vibra√ß√£o: desenvolver materiais isolantes e prot√≥tipos para as ind√ļstrias automobil√≠stica, aeron√°utica e aeroespacial. Analisar n√≠veis de ru√≠dos.

Astrof√≠sica: estudar os planetas, as gal√°xias, as estrelas e os fen√īmenos espaciais por meio das leis da F√≠sica.

Biof√≠sica ou f√≠sica biol√≥gica: estudar os aspectos f√≠sicos dos processos biol√≥gicos. Realizar simula√ß√Ķes de comportamento de mol√©culas biol√≥gicas.

Ensino: lecionar nos ensinos fundamental, Médio, superior ou em cursinhos pré-vestibulares. Atuar no desenvolvimento de material didático.

Física ambiental: estudar propriedades físicas da atmosfera relacionadas com as mudanças climáticas globais. Avaliar a degradação de solos e radioatividade.

F√≠sica computacional: aplicar os fundamentos da computa√ß√£o para solucionar problemas na √°rea da f√≠sica em diversos setores, como o automobil√≠stico, o aeron√°utico e o de telecomunica√ß√Ķes.

Física médica ou biomédica: desenvolver e aplicar instrumentos e técnicas de diagnóstico e terapia.

Física nuclear: investigar a origem, evolução e estrutura da matéria nuclear. pesquisar a aplicação da energia nuclear na produção de energia elétrica.

Instrumentação: criar equipamentos de precisão.

Magnetismo: utilizar a for√ßa magn√©tica em suas diversas aplica√ß√Ķes, como em aparelhos de grava√ß√£o de dados e sistemas de amortecimento na ind√ļstria automobil√≠stica.

Materiais: desenvolver materiais para a ind√ļstria, como met√°licos eletroeletr√īnicos e pol√≠meros, e para aplica√ß√Ķes diversas na √°rea da tecnologia.

Oceanografia f√≠sica: analisar as rela√ß√Ķes entre o mar, a atmosfera e a Terra, do ponto de vista f√≠sico.

√ďptica: trabalhar na fabrica√ß√£o de lentes e dispositivos, desenvolvendo, por exemplo, equipamentos a laser.

Pesquisa: elaborar, testar e aplicar teorias científicas nas diversas áreas da física.

Mercado de Trabalho

A regulamenta√ß√£o da profiss√£o de f√≠sico, aprovada pelo Senado Federal em 2016, deve expandir o mercado do bacharel. Em 2017, por√©m, o projeto aguardava nova aprecia√ß√£o na C√Ęmara dos Deputados para ent√£o seguir para san√ß√£o presidencial.

A maior demanda pelo f√≠sico est√° na √°rea da educa√ß√£o. Faltam professores de f√≠sica em escolas privadas e p√ļblicas. A procura √© grande em todo o pa√≠s, especialmente no Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Cursinhos pr√©-vestibulares tamb√©m precisam do licenciado.

Com pós-graduação é possível dedicar-se ao Ensino Superior, dando aulas nos próprios cursos de graduação em Física.

Rec√©m-formados encontram espa√ßo no mercado corporativo, em institui√ß√Ķes financeiras, ind√ļstrias e departamentos de tecnologia da informa√ß√£o de grandes empresas. A Petrobras contrata para atuar nos setores de comercializa√ß√£o e log√≠stica e na √°rea de pesquisa operacional. A entrada se d√° por meio de concurso p√ļblico.

No campo da física médica, há demanda em radioterapia e medicina nuclear. A Comissão Nacional de Energia Nuclear exige que institutos e clínicas de medicina nuclear mantenham um físico responsável pelo controle de dosagem e pela proteção radiológica. Sul e Sudeste concentram as vagas em grandes empresas e na área acadêmica.

Curso

J√° no in√≠cio, o curr√≠culo envolve muita matem√°tica e f√≠sica b√°sica. A partir do segundo ano, h√° f√≠sica avan√ßada, eletromagnetismo, eletrost√°tica, termodin√Ęmica, astrof√≠sica e muitos experimentos pr√°ticos.

Para lecionar nos ensinos Fundamental e Médio é preciso cursar licenciatura. Ao final, é obrigatória a apresentação de uma monografa, além da realização de estágio.

Duração média: 4 anos.

Outros nomes: Ciên. da Natureza (fís.); Ciên. fís. e Biomoleculares; fís. Biol.; fís. Bioméd.; fís. Comput.; fís. de Mat.; fís. Méd.; Quím./fís. (fís.).

 

Legenda:

Estrelas da Avaliação do Guia do Estudante

‚ėÖ‚ėÖ‚ėÖ‚ėÖ‚ėÖ - Excelente

‚ėÖ‚ėÖ‚ėÖ‚ėÖ ‚Äď Muito bom

‚ėÖ‚ėÖ‚ėÖ - Bom

CPC ‚Äď Conceito Preliminar de Curso¬†‚φ ‚Ď° ‚ĎĘ ‚Ď£ ‚ϧ¬†

O CPC √© o indicador do Minist√©rio da Educa√ß√£o que mede a qualidade dos cursos. Ele varia de 1 (menor valor) a 5 (maior valor). Ele est√° informado na ficha do curso para todas as gradua√ß√Ķes que tinham esse indicador dispon√≠vel (fonte: site do Inep, anos 2014, 2013 e 2012).¬†

Cifr√Ķes ‚Äď Referem-se √†s faixas de pre√ßo da mensalidade:

$ - Até 500,00 reais

$$ - De 500,01 a 750,00 reais

$$$ - De 750,01 reais a 1.000,00 reais

$$$$ - De 1.000,01 a 1.500,00 reais

$$$$$ - Acima de 1.500,01 reais

n/i - Valor n√£o informado


Descubra agora sua Vocação com o curso de Física